COMANDOS PARA PROBLEMAS DE REDE

Todos os comandos mostrados a seguir devem ser digitados no Prompt de Comando do Windows 10. Essa ferramenta permite operar e monitorar boa parte das funções do seu computador por linhas de comando, algo especialmente útil quando o assunto é o endereçamento de IP e o diagnóstico do status da conexão de rede. 

 

Iniciar >> Executar >> CMD >> Executar como administrador >> “comando”

 

ipconfig

O ipconfig mostra as configurações de endereçamento dos IPs no Windows, incluindo o atual endereço da sua máquina, máscara de sub-rede, gateway padrão e sufixo de DNS específico da conexão. 

Digite o comando: ipconfig /all

 

Atualizando as configurações de IP com o ipconfig:

Caso a sua conexão esteja apresentando algum erro no endereçamento de IP, você pode fazer a renovação das concessões com mais um parâmetro do comando ipconfig.

Digite o comando: ipconfig /release e depois digite o comando: ipconfig /renew

 

Atualizando as configurações de DNS com o ipconfig

O DNS é o serviço responsável por traduzir os endereços que digitamos nos navegadores em códigos numéricos de IP, nos levando até os sites e serviços desejados. Para renovar as entradas de cache DNS da sua conexão com o ipconfig:

Digite o comando: ipconfig /flushdns

 

tracert

O comando tracert (Trace Route) é útil para diagnosticar se o computador está recebendo uma resposta a partir de um endereço de IP ou de web. Ele determina a rota para um destino enviando pacotes eco ICMP. Cada um desses pacotes carrega o TTL, ou Tempo de Vida Útil, até obter valor zero.

O comando tracert deve sempre vir acompanhado de um endereço de IP ou de uma URL.

Digite o comando: tracert www.google.com

 

ping

O ping é um comando utilizado para verificar se há conexão com algum endereço de IP ou URL. Ele também mede o tempo de resposta do seu computador até o destino. O teste é feito enviando pacotes eco, do mesmo modo que o tracert.

O resultado obtido é um dos mais úteis para quem pretende testar a conexão de rede, uma vez que ele mostra se houve resposta, qual o tempo para isso e também qual foi a perda de pacotes de dados ocorrida.

Digite o comando: ping www.google.com

 

Os parâmetros -l e -t são comumente usados com o comando ping:

ping host ou ip ou site -l 1000: Envia pacotes de 1000 bytes, por exemplo.

ping host ou ip ou site -t: Dispara até ser interrompido.

Para ver as estatísticas e continuar pressione Ctrl+Break; para parar pressione Ctrl+C. 

 

netstat

Se você está enfrentando problemas com o endereçamento de portas ou se pretende monitorar as conexões realizadas em tempo real no Windows 10.

Digite o comando: netstat

Para ver esse tipo de informação de resumo, basta digitar netstat -e


A partir da confirmação, o Prompt exibirá todas as conexões ativas, acompanhadas do protocolo (TCP ou UDP), endereço local, porta, endereço externo e o status da tentativa de conexão. 

nslookup

O comando ativa a ferramenta Name Server Lookup, a qual mostra problemas relacionados ao seu DNS. Lembre-se de inserir nslookup sempre seguido de um endereço de IP ou URL a ser testada.

Digite o comando: nslookup www.google.com

 

Mais opções para testar a conexão e rede


arp: Dá acesso a tabelas de endereços de IP e MAC (Media Access Control) dos dispositivos conectados à sua máquina:

Digite o comando: arp -a host ou ip ou site


route: Exibe a tabela de roteamento dos endereços de IP:

Digite o comando: route print


pathping: Entrar no comando pathping seguido por um nome de <host> inicia o que se assemelha a um processo Tracert um pouco padrão. Uma vez concluído este processo, a ferramenta leva 150 segundos para coletar estatísticas e, em seguida, informa a latência e as estatísticas de perda de pacotes mais detalhadas do que as fornecidas pelo Ping ou pelo Tracert. 

Digite o comando:  pathping www.google.com